segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sobre "coisas" e esperança.

Queria falar de coisas "soltas"
Leves e doces
Feito borboletas e jujubas
Repetir teu nome como se fosse um verso pra depois
Queria adubar o recomeçar dos sonhos
Plantar estrelas
Adormecer ouvindo belas canções
Queria saber enxugar sorrisos
E guardá-los...
Abrir janelas
Deixar o sol entrar
Semear mais rosas
E menos espinhos
Não me preocupar com rimas
Ter menos motivos para escrever
E mais razões para viver
Pensar menos... sentir mais
Saber de quem vive
Esquecer quem já se foi
Entender quem não quis ficar
Ler mais livros
Descobrir o significado da palavra "reciprocidade"
Provar disso!
Beber dos olhos de alguém
Dizer aos céus
O que os céus esperam ouvir
Que...
Não perdi a esperança
Não desisti de sorrir!

Amigos Queridos...

Esta postagem foi "refeita"... a original foi "excluída" pelo Google, depois da manutenção do serviço de blog. Tentei recuperá-la, mas a emoção da outra ficou perdida.

Quem esteve aqui e comentou... também perdeu-se as palavras em algum lugar.

Agradeço a presença, e peço desculpas pela minha ausência nos blogs amigos. O cansaço tem me vencido, espero que não por muito tempo.

Saudades imensas de todos.

Meus beijos... com carinho

Sil

Sempre aqui

10 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

é amiga, passou uma tsunami no blogger que deixou estragos...mas você refez belamente o poema com novas emoçôes mas com o mesmo talento. beijos

disse...

Caro Amigo/Amig@,

Livros existem para aventurarem-se de mão em
mão, enchendo olhos e mentes, traspassando
mundos vários, continentes distantes, até mesmo
galáxias perdidas deste infinito Universo, sem
respeitar nem mesmo as fronteiras do senhor
Tempo.

É com base neste espírito que Lisboa acaba de
ganhar um novo Alfarrábio on-line. É o www.livrilusao.com, que vende livros usados e
novos.

No entanto, não queremos ser apenas um alfarrábio a mais. Para além de comprarmos, vendermos e trocarmos livros, buscamos também interagir com todos que queiram trocar ideias connosco sobre livros, artes em geral e tudo o mais relacionado com Cultura.

Convidamos-te a visitar a nossa página e, se achar interessante, ajudar a divulgá-la, repassando esta mensagem para a sua lista de emails. Vamos dar continuidade à aventura dos livros!

Tatiana disse...

Oi Sil...
Que linda essa postagem!
A emoção da outra pode ter sumigo...Mas essa trouxe uma doçura maravilhosa!

Quando puder apareça;;;Você faz falta!

Beijos

Vozes de Minha Alma disse...

Mas a essencia do anterior permanece Sil.
Pois tu'alma continua neste juntamente com teu coração.
Nada se perdeu, tudo reviveu, tuas palavras voltaram com mais vida.
Um abraço, beijos.

Jão disse...

Sil volto para ler seu lindo texto e dizer que participei de um desafio literario no blog e indiquei você para participar

segue link;

http://coisasdejao.blogspot.com/p/selos.html

Prof. Leonardo disse...

Belíssimo texto! Simples como água, folha ou pedra... Mas, nem por isso, pouco intenso! Abraço. Léo, prof.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Ainda bem que recueprou essa beleza de texto, Sil. Beijos e parabéns

Cantinho She disse...

Queridonaaaaaaaa! Eu amo jujuba, e essas aí quase me hipnotizaram...hahaha Lindo post! ;)

Que bom que gostou do visual novo do meu Cantinho, tb amei!

Minha Linda estou precisando dos amigos: Vota no meu livro?

Inscrevi Cabra Cega no 2º Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea e preciso do voto de vcs para ficar entre os 10 finalistas e o prêmio é participar da Flip 2011, aquela Festa Literária Internacional que acontece em Paraty todos os anos... Então os votos são até dia 10 de Junho. Só pode ser um voto por e-mail, se vc puder ir lá ficarei imensamente feliz... rsrs

Desculpa pedir voto, mas a causa é nobre!

Beijo, beijoooo!
She

Pedro Menuchelli disse...

É sempre um prazer poder te ler Sil, em suas palavras escorrem demonstrações de afeto capazes de cativar qualquer pessoa. Toda vez que venho aqui, saio com um conhecimento e uma felicidade muito maior do que a de anteriormente.

Sinto muita falta de você e de suas preciosas palavras que agem como um amuleto na minha vida. Espero que não se distancie mais. Um grande beijo, fica com Deus,

Pedro.

Paulinha Pereira disse...

Sil ficou linda e a imagem deliciosa hum amo balas de goma rsrsrs