domingo, 16 de janeiro de 2011

Longe... bem longe!



Estou distante demais daqui
Muito além de mim...
Sinto-me a sobrevoar oceanos
Me transporto por pensamentos mundanos...
Sobre essa terra seca de mim mesma... que ainda insiste...
E  brota amor 
A provar do amargo
Dessa branda dor



9 comentários:

Pena disse...

Estimada e Simpática Amiga:
Um Post simpático em que refere que está longe de si e do mundo.
Às vezes, é repleto de magia necessária ao nosso bem-estar e tranquilidade isolarno-nos um pouco para reflectir e maravilharmo-nos connosco próprios.
Parabéns. Excelente.
Bem-Haja doce amiga, pelo que "constrói" com pureza da Alma gigante.
Com respeito e sempre a admirá-la pelo que "confecciona" com ternura.
É perfeita.

pena

Adorei.
A mensagem é significativa e pertinente.
Parabéns inceros.
É talentosa e escreve divinalmente.

Elaine Castro. disse...

Oiii,
Você uma vez disse em meu espaço que gosta de ler poesias dos donos dos blogs, que é interessante porque muitos postam "frases, poemas e contos" de outros autores, enfim, gosto disso também em você, retratando sempre tão bem os sentimentos.

Beijos e boa noite.

Andre Mansim disse...

Hummmmmm interessante... Um misto de amor e uma pitadinha de sofrimento! Parece que minha amiga estava indecisa quando escreveu esse poema... Mas como sempre escreveu lindamente!!!

ValeriaC disse...

Tristes, mas belos seus versos... é minha querida.. o amor sempre dá um jeito de brotar, mesmo nos "solos aparentemente áridos"...e que bom... Que nada nos impeça de amar...
Doce semana...beijinhos
Valéria

ValCruz disse...

Lindo blog, lindo poema!

Abraços e boa semana!

Daniel disse...

Nobilissima amiga,
todos os seus escritos
fascinam seus leitores.
Como você é digna
destas palavras!
quanto ardor você fornece
ao desenhar essas ondas
em oceanos que existe aqui
e dentro de nós!
realmente fico admirado
com a quantidade de carinho
que você expira e inspira
em todos os que aqui passam.
É realmente inaudível
as palavras que eu gostaria
de gritar e criar,
para decifrar você.
Belas ondas, belo mar,
belo poema.

Dan

ઇઉ Nárgela Bueno ઇઉ disse...

Achei super lindo o poema amore...tu tah de parabéns

bjks

Daniel Savio disse...

Viajando nos próprios sentimentos assim e pelo jeito, boas paragens para visitar...

Fique com Deus, menina Silene.
Um abraço.

Tkaniam disse...

"Sinto-me a sobrevoar oceanos
Me transporto por pensamentos mundanos"

Meus grandes primeiros amores moravam muito longe de mim. E, mesmo assim, eu me senti tão apaixonado por elas, que você não faz - ou talvez até faça - idéia. Seu poema transcreveu na literatura o meu sentimento.

Eu realmente preciso me lembrar de vir mais aqui, Silene.