sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Tradução

E eu queria... dedilhar as letras
Construir palavras...
Para falar do que não cabe dentro de mim
Subscrever o que sinto
Para que somente você pudesse entender
Inventar outros versos
Não repetir as rimas
Compor melodias
Conjugar de outra forma
Esse verbo "Amar"...
Quem sabe... inovar meu "sentir"
Mas... não adianta!
Eu não saberia...
Dizer diferente...
Isso que é tão simples!
Tão comum...
Tantos amam!
Eu não sou a primeira...
E nem é "essa" a primeira vez!
Talvez o que me sufoca...
É enfeitar demais meus sentimentos
Brilho e purpurina que não acaba mais
Laços de fitas... rendas vermelhas
Pétalas de Rosas bordadas diante da lua
Estrelas no café da manhã
É o meu exagero... de valorização!
Acredito que o simples é "raro"
E o comum é "necessário"
Por isso fico sem ar!
Te tanto aspirar você...
Motivo do meu "querer"
Não me importo se você não sabe...
Queria apenas que você me fizesse sorrir
Com esse seu jeito sério... tão formal!
Me fazendo acreditar...
Que o amor pode nascer "natural"
E sobreviver além do que se considere "normal"...

27 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

Silene, que belo poema. As frases finais são ótimas

"Me fazendo acreditar...
Que o amor pode nascer "natural"
E sobreviver além do que se considere "normal"..."

O amor nasce assim, espontâneo, quando nem mesmo estamos esperando ou buscando. E quando nasce forte ele sobrevive muito além do que imaginamos.

beijos

Mimo Chic disse...

Naveganto pela web, encontramos seu blog, um encanto. Como é bom ler e viajar ,imaginar !!
obrigada por sua cultura, parabens!
Esperamos retribuir com o mesmo carinho com o nosso,
bjs
Lulu & Sol

Flor da Vida disse...

Amiga querida, fico sem palavras diante de tuas sublimes inspirações... Mas consigo dizer que você escreve divinamente bem!!! Carinhos meus a ti... Bjsss

VEREDAS, por Marluce disse...

Sil,



Querida, você dedilha tão bem o amor, a ponto de sentir inveja! rs
(acho que eu sou de amor de exigências...)


Teus poemas de amor são extremamente belos!




Um abraço enorme minha querida amiga, Marluce

anita sereno disse...

belo poema ja li muitos poemas mas confesso que me apaixonei diante de tão belas palavras tao belo texto enriquecido de belos argumentos

Cantinho She disse...

Sil... Quando é que vou ter o seu livro em minha prateleira? Heim? ;)
Beijo, beijo minha Querida!
She

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Silene. Que bonito o seu poema! aliás, qta sensibilidade tem aqui, o seu blog é muito rico, tem muito sentimento.

Eu gostei muito!
E queria te agradecer pelas palavras tão bonitas que vc deixou lá no meu cantinho. eu fico muito feliz e honrado de ter sua amizade de agora em diante!

muito obrigado! e estarei por aqui tb, com todo o prazer
bom dia!

Eric Felipe disse...

Concordo com a amiga She... Quando iremos ter a honra de ter um livro de tua autoria em nossas prateleiras?

Excelente poema, repleto de sentimentos e expressões que ilustram o amor divinamente, assim como eu o vislumbro.

Também queria saber "conjugar de outra esse verbo 'amar' ".

Adorei!
Grande beijo, querida!
Tenha um ótimo final de semana, repleto de alegrias.

Zil Mar disse...

Oi querida Sil!

Como é lindo aqui....como faz bem estar aqui....ler vc...

Obrigada pelo seu carinho...amizade...pelos bons sentimentos que a mim foram dedicados.

Lindo demais seus poemas!!!!!

Deixo meu carinho...meu amor e o desejo que fique em paz!

bjos querida Sil!

Zil

PS:tem selos pra vc no meu blog

Ives disse...

Olá gostei daqui! da poesia, sei lá, acho que o amor esta aqui sempre, as vezes entramos na sua dimensão rs, abraços

Malu disse...

Sil , amiga querida


O Amor tudo pode ...,
é sempre natural , amor não se explica , nem se exige .
Apenas se dá ...


BjO Imenso e que o Amor se faça
em Paz.

Uni ver sos disse...

Sil, minha doce amiga!

"...Acredito que o simples é "raro"
E o comum é "necessário..."

Abriu-se um universo diante de mim dentro dessa sua frase...

Acredito nisso também, ao que os olhos das outras pessoas é banal e corriqueiro para nós que estamos sentido é a vida pulsando com todo o seu vigor e beleza,

Emocionei-me porque é impossível muitas vezes transformar em palavras a imensidão do sentir em nós, o seu transbordar é suave e intenso na mesma medida e chega até nós como um rio que não aceita mais seus limites, o jeito é transbordar...

Lindo demais,

Seu jeito de conjugar o verbo amar é encantador, amiga!

Beijos meus,

Ξ ѕ t є я ☆

Elen Abreu disse...

Oi,boa tarde!
Fiquei feliz que tenha gostado do meu poema tb!
Cada dia seus textos estão mais lindos.PARABÉNS!
E que ele der logo esse "sorriso"...=)


Bjos e que palavras te invadam cada dia,para que todos tenham a oportunidade de poder te ler.
Fica com Deus

Franck disse...

Vc queria? Acho que vc traduz muito bem em prosa & verso o amor, a amizade, a solidão, a alegria, os nossos devaneios, todos!
Beijos e um bom fim de semana! Só agora pude vim visitar os amigos!

Palavrácido disse...

Suas frases cada dia contornam melhor as formas do meu dia.
Quanta doçura, quantos poemas, quantos laços vermelhos. Quanta confecção de carinho e prazer. Quanta dedicação e quanto detalhe delineado em volta de prazer, doces e mel. Quantas balas, aromas.
Você é surpreendente e surreal. É utopia, é realmente, um aroma. Quando passo por aqui, levo um cheiro comigo que não encontro em mais lugar nenhum.

Atenciosamente seu,

Dan

Ana Luz disse...

Oi, Silene. Estou sempre no BLOG da Cris - MEU OLHAR CALEIDOSCÓPIO. Vi que vc gostou da montagem que fiz com a Marylin Monroe - fiquei muito feliz com isso!
Eu chamo minhas montagens de MIX, e adoro quando alguém curte minhas criações. Claro que é um trabalho de "mixagem" (as belas imagens que encontro com as citações que me emocionam ou me tocam de alguma forma).
Se vc quiser ver mais MIX's que faço, fique à vontade. Não tenho mais blog, mas pode visitar meu album do PICASA. E pode publicá-los no seu BLOG.

Vá em http://picasaweb.google.com/alv.guimaraes/MIX?feat=directlink

Se me colocar como favorita, receberá sempre atualizações.
Grande beijo e sucesso pra vc e seu BLOG!

Annα disse...

visitei o teu blogue e aqui fica a promessa de aqui voltar...adorei ler-te.
Um beijo

Cristiane disse...

Falar do amor, realmente é intraduzível, mas você conseguiu expressar o seu desejo, como ninguém! Parabéns. Bom fds. Bjs de luz.

Silvana Villas-Boas disse...

Cada vez mais você me surpreende com sua sensibilidade poética. Lindo poema para ler-se sempre e sempre.
Adorei demais.
Bjusss
Da amiga e xará.
Sil

Marcos de Sousa disse...

Lindos versos. Eles têm beleza e musicalidade contagiantes.



Seguindo... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

H.Brayan disse...

rosa flor.

o eu diria disto ...
acho q não diria nada , ficaria parado na rua em meio a chuva , enquanto cada gota cai durante a tarde quente q pede por alivio... eu ficaria olhando o desenho das nuvens em volta do céu e me largaria ali... 1....2...3...pronto! agora eu estou indo!...pra onde?bem,quem sabe em direção me daria um abraço?


bjos! tinhamu!

Tkaniam disse...

Oi, Silene! Demorei muito tempo para retribuir sua visita porque minha cabeça estava um pouco ocupada demais com estudos para conseguir sentar-me em frente do computador para me refrescar com literatura. Mas acho que agora, finalmente estou começando a relaxar a cachola.

Eu li umas três postagens suas e - nossa, Silene! - me encantei com a facilidade com a qual transmite sentimentos. Coisa que eu almejo fazer já faz uns bons meses e não sou tão bom assim para conseguir. Acho que, como lirismo, o que mais pede uma poesia são sentimentos; e pude notar o quanto você transborda nessa questão!

Vou seguir, e aguarde novos comentários meus.

Malu disse...

Sil , amiga querida


Tudo já foi mais que dito por aqui , ...Rsrs

Só me resta deixar Bjo Grande
de Bom Domingo !!!

Paulinha Pereira disse...

Lindo poema procuro a cada dia a maneira certa de conjugar o verbo amar...O minha linda obrigada pelo carinho e por cada vizitinha...Mil beijosssssssssss

poesias maria do carmo disse...

Oi sil ,tudo bem? vc é uma poetisa de primeira grandeza,adorei a poesia,linda,grande bjo.

Palavrácido disse...

Adoro reviver a leitura, e o gosto que suas palavras me proporcionam. Sinto cada uma calmamente, até ser envenenado por todo o conteúdo. Não me traga o antídoto nunca mais.

Beijos

Dan

Entre Nous disse...

Olá!

Estou procurando dedilhar as rimas e cantar as palavras.

Lindo texto!

Seja bem vinda ao meu "abrigo" de letras.

Um abraço!

Serginho Ferreira