terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Permanência

Mesmo depois de tanto tempo...
Você ainda está em mim
Hoje...
Pela manhã
Eu estava penteando os meus cabelos
E o encontrei...
Embaraçado neles!

27 comentários:

Daniel disse...

HEHEHE olha só
quando você fala assim
você lança sobre seus leitores
uma enorme angústia
de conhecer essa pessoa especial
que és..

Dan

Rafael Castellar das Neves disse...

Que bonito!! Singelo e tão intenso...sei bem desta sensação...muito forte e bonita!!

[]s

หคтнყ disse...

Quando o sentimento é muito forte.
Sentimos realmente a permanência que exala sobre nós.
Faço as palavras do Daniel as minhas rs.

Bjõ

Silvana Villas-Boas disse...

Lindo poema Sil.
Só expressa o que você é por dentro: Especial. Te adoro.
Bjusss da xará
Sil

Thiago disse...

Querida Sil,

Lindas palavras. Adoro o sentimento expressado de forma simples, como ele realmente é. Na verdade, nós é que complicamos muito. As vezes a felicidade está ali no "desembaraçar os cabelos". Parabéns!
Tem uns selinhos pra você no meu espaço. Espero que goste!

Beijo,

Thiago

Daniel Savio disse...

Mas alguns pontos, a vida desencontra de tal forma a nunca mais nos encontrar...

Fique com Deus, menina Silene.
Um abraço.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

É assim mesmo. A pessoa amada fica impregnada na gente. Beijos,Sil.

Viviane Moraes disse...

E de baixo do cabelo, vejo você perto..
Lindo Sil.
Ah, pra não esquecer tem presente pra você lá no blog !!


Beeijos, flor *-*
Fica com deus.

Calcanhar de Aquiles disse...

"Já tentei arrancar sentimento que insistia ficar agarrado e senti falta demais." (Calcanhar de Aquiles).

Linda a sua postagem.
Retruindo a visita, mas sempre passarei por aqui para ler você.
Abração do amigo "Calcanhar" aqui.

JB disse...

Há realmente permanências que se espera que fiquem, emaranhadas em nós. Uma bela sensação!

Beijinho

Eduardo Medeiros disse...

oi sil, tudo bem?

sempre que venho aqui leio algo tocante, poético e belo...

sirlenesouza pedagoga disse...

Você respira sensibilidade à flor da pele! Isso é lindo, maravilhoso! Amei seu blog! Beijos! Sirlene Souza

Daniel disse...

É sempre bom caminhar por suas palavras, porque elas relembram momentos de amor e fraternidade.
Parece que eu não me canso de ler
cada linha aqui escrita. Espero
que ao passar de 2011 você continue
com toda essa inspiração que você
continua tendo. Serei um visitante também do seu outro blog, pois
me identifiquei verdadeiramente
com o mesmo. Adorei todo o seu vermelho e acredito que com o passar do tempo, gostarei ainda mais.

Beijos,
Dan

Pedro Menuchelli disse...

Linda perspectiva de texto. Gosto demais dos seus comentários e estou gostando ainda mais dos seus textos, me fazem hiper bem! Bom domingo!

Pedro Menuchelli disse...

A melhor parte em ter alguém como você no meu blog é que entro em um aprendizado muito bom. Fico super feliz por isso, de verdade. Muito obrigado pelo carinho e pelo comentário. Beijão!

Priscilla disse...

Nossa! Muito profundo!
Muito bem escrito!
Boa semana pra ti querida!
Beijos meus

Everson Russo disse...

Deliciosamente fortes seus versos nada melhor do que entender que o tempo nao apaga o que é verdadeiro,,,belissimo blog,,,parabens,,,obrigado pelo carinho da visita,,,uma bela semana pra ti...beijos

Livinha disse...

Olá Silene,

Há coisas que ficam, o cheiro,
impressões, sensações...
que tempo nenhum consegue apagar...

Silene, obrigada pela visita,
Encantada com teu espaço.

Feliz semana

Bjs

Livinha

Everson Russo disse...

BEijo super carinhoso de bom dia,,,otima semana cheia de paz e muita poesia.

Pedro Menuchelli disse...

É incrivél como você consegue passar a paz através dos seus comentários. As vezes, acho que o mundo é gigante demais pra poucas pessoas maravilhosas e raras que existem. Saiba que você é uma dessas pessoas.. Um grande beijo pra você,

Pedro.

Mari Amorim disse...

Sil,
Desejo que seu dia,seja iluminado pela essência Divina,com Boas Energias Sempre!
Abraços
Mari

ElectronLeo disse...

Oiee SiL! sumi né
tempos que não passo por aki
mas agora voltei com a net em ksa ai vou ter mais contato...
Bom passar por aki e ler algumas coisas que nos deixa bem!

beijãoooo

Andre Mansim disse...

cada coisa que vc escreve parece melhor que as que já escreveu...

Ana Kalil disse...

Nossa, linda este poema...!
Beijos

Vanessa disse...

Amiga, tem selinho pra ti no blog!

Bjs

Três Egos disse...

Uma pulga? hehehehe
Belas palavras!

Beijo grande!

Tkaniam disse...

E quem disse que o tempo é a cura para qualquer decepção amorosa? Não, discordo, assim como os que dizem que a distância cura as feridas de uma alma. Não é isso, e nunca será. Prova disso são aqueles que, mesmo décadas depois, ainda se arrependem de um "Espere!" que nunca se formou ou de um "Eu te amo" que se engasgou nas entranhas do medo.

É nisso. É dessa forma que eles reaparecem. Os machucados, As nostalgias. No meio do cabelo, numa música, numa simples palavra.