domingo, 5 de setembro de 2010

Antes que seja tarde demais



Eu preciso dizer
Que não sei o que fazer
A distancia
É um abismo

A proximidade
Pode ser devastadora.
Eu preciso sair daqui
Digo, de dentro de mim!

Não consigo respirar em lágrimas
Odeio chorar!

Fim de noite
De um domingo qualquer
Bateu a tristeza
Que eu quis tanto evitar
Daqui vejo a rua
Mas hoje prefiro
Não olhar a lua...

5 comentários:

H.Brayan disse...

sil

Hum...
Sem titulo...
isso em preocupa.

...flor, somente uma noite obscura pode tornar o brilho das estrelas notável.

qro te ver feliz hein!
bjo grande

Franck disse...

Antes que seja tarde estou aqui, com sua delicadeza, sua sensibilidade...
Bjs*

J Araújo disse...

Vc já disse tudo nessa poesia.

Bela!!

bj

Teresa Cristina disse...

Olá Sil, às vezes ficamos um pouco à sombra, mas nada como um dia após o outro para querermos voltar a ver a lua! Beijocas e boa semana para você!

poesias maria do carmo disse...

Gostei muito, fico feliz em conheçer poetas maravilhosos, parabéns por suas lindas poesias,realmente um encanto,abraços.